Quando e onde?

Dias 19 e 20 de outubro, no Centro de Convenções Bosque Expo – Shopping Bosque dos Ipês.

 

Entre em contato:
contato@paradanerd.com.br
(67) 98181-2463
Acompanhe:

Parada Nerd 2019

Um boom no cenário brasileiro de K-Pop. E agora?

O Brasil é um dos maiores consumidores de Pop Coreano do mundo todo. Isso se deve pelo fato do gênero ser extremamente marcante, misturando ao pop estilos como música eletrônica, hip-hop, R&B e rock, juntamente com coreografias sincronizadas e um visual característico. O Kpop está entre os principais influências trazidas pela onda “Hallyu” (ou simplesmente “onda coreana”, em tradução literal). O termo refere-se à expansão da cultura sul coreana para os demais países da Ásia, e atualmente, para o resto do mundo. Entre seus principais itens, podemos citar a música (K-Pop), as novelas (também chamadas de doramas) e o cinema.

O movimento Hallyu surgiu no final dos anos 90, período também marcado pela primeira geração do K-Pop, mas o que alavancou de fato a expansão do gênero musical no ocidente, e principalmente no Brasil, foi o hit “Gangnam Style”, do cantor e rapper coreano Psy. Mesmo após 6 anos de lançamento, o videoclipe está entre os mais vistos no YouTube, além das inúmeras premiações que a música recebeu ao longo dos anos. Dessa forma, a internet foi um fator crucial para a popularização do Kpop no ocidente. Por meio dela, é possível que os fãs tenham fácil acesso às músicas e aos clipes musicais dos seus ídolos coreanos.

Vale ressaltar que K-Pop não é apenas um estilo musical, mas também visual. Os grupos investem cada vez mais na roupagem, beleza e apresentação dos Idols, contribuindo para que o gênero se dissemine cada vez mais. Os fãs brasileiros oferecem um enorme carinho para os mais diversificados grupos, bem diferente do país berço do estilo, Onde os fãs costumam fazer parte de um único ou poucos Fandoms (fã clube dos grupos), desse modo, grupos Rookies (grupos novos e/ou que recém fizeram sua estréia) acabam recebendo mais apoio dos fãs internacionais do que dos próprios fãs coreanos.

[row][one_half]

Esse cenário contribuiu para que o Brasil se tornasse uma das primeiras paradas internacionais destes grupos, que estão à procura da promoção de seus membros e músicas pelo mundo afora. Nosso país recebeu o primeiro grupo coreano em setembro de 2011, há 7 anos! O boygroup MBLAQ foram os primeiros a desembarcar aqui, para julgar um concurso de dança. Mas foi ainda em 2011, no mês de dezembro, que grandes nomes do K-Pop vieram para um super show: o United Cube Concert, reunindo os artistas BEAST, 4Minute e G.NA. Desde então, notamos o constante crescimento na quantidade de artistas presentes em solo brasileiro, só em 2018 já foram 5 shows realizados e existem até o momento, mais 7 shows programados para os próximos meses. Nesse tempo surgiram as mídias especializadas no assunto e também empresas de entretenimento, responsáveis pela negociação dos grupos e produção dos shows no Brasil. 

[/one_half]

[one_half]

Grupo D.I.P se apresenta no dia 25 de julho, em Campo Grande – MS

[/one_half][/row]

E o que isso tudo representa para o fãs de K-Pop e para o cenário em geral? Sabemos que o principal destino desses grupos é a cidade de São Paulo, Pois é onde se concentram as principais empresas e patrocinadores do ramo, assim como a maior parte do público consumidor de K-pop no Brasil. Agora com a realização de shows e cativação de público em várias partes do Brasil, abrem-se oportunidades para que cidades mais afastadas consigam levar apresentações de artistas coreanos, trazendo uma grande novidade e colocando a cidade em um patamar diferenciado no quesito cultural.

A proposta é que o público estimule o mercado de K-Pop, não só na grande São Paulo, mas também em todo o Brasil, tornando possível sonhar com grupos cada vez maiores e em diferentes regiões. É uma matemática bem simples: quanto mais interessados em consumir o gênero (demanda), maior será a quantidade de shows realizados (oferta).

Mas nem tudo é felicidade. Os grupos visitam as cidades em busca de reconhecimento, e por muitas vezes tratarem-se de grupos poucos conhecidos, há uma certa dificuldade em emplacar os shows, justamente em cidades menores. Infelizmente, existe uma certa comparação de valores dos shows locais, já que em sua maioria, os ingressos possuem um valor um pouco maior em relação aos que são realizados em São Paulo ou grandes cidades. Deve ser observado, no entanto, que os custos para produção são elevados em relação à capital paulista e em contrapartida, o potencial de vendas é muito menor. As produtoras locais são cientes dos riscos e investem para que as cidades possam oferecer um tipo de conteúdo diferenciado, que foge dos tipos de entretenimento que são normalmente. Porém, esse mesmo risco pode fazer com que não seja possível a realização de novos eventos do gênero nas cidades.

[row][one_half]

O boygroup receberá os fãs de Campo Grande – MS no Teatro Glauce Rocha

[/one_half]

[one_half]

Com isso, nota-se que existe uma enorme alta no mercado de K-Pop em todo o país, porém, para que novos artistas possam vir para cá, os shows precisam obter o retorno esperado. Tudo se resume à um ciclo, onde o público precisa ser extremamente participativo para continuar a desfrutar dessa modalidade de entretenimento. Cidades como a de Campo Grande – MS, há um certo tempo, nem imaginariam que um grupo sul coreano pudesse se apresentar por aqui. Tudo foi resultado de um esforço e com certeza de apoio do público.

O Parada Nerd sabe do constante crescimento e de toda a força do público que existe em Campo Grande e nas regiões próximas, e com isso quis presenteá-los com o primeiro show de K-Pop do Estado. Caso tudo dê certo, portas poderão ser abertas para que outros grupos venham para nossa capital, colocando Campo Grande como rota frequente de boygroups e girlgroups coreanos no futuro.

[/one_half][/row]

Entretanto, tudo isso depende de uma troca: o apoio e participação dos fãs. Assim, faz-se o ciclo que citamos acima, onde a participação traz como recompensa novas oportunidades. Do contrário, pode ser que não vejamos mais espetáculos como este por aqui. Esperamos que todos compreendam a importância do show de um grupo sul coreano em terras sul-mato-grossenses e apoiem de todas as maneiras, mesmo que não seja possível ir ao show. É uma oportunidade que devemos abraçar com todas as nossas forças!

Ainda não está sabendo do show do D.I.P em Campo Grande – MS? Veja todas as informações bem aqui: D.I.P em Campo Grande

 

Post a Comment